Valorizando e retendo bons profissionais através da criatividade e do Fracasso. Sim, FRACASSO!

Olha que coisa incrível de se pensar. A criatividade e o Fracasso, isso mesmo, o FRACASSO andam lado a lado. E ao enxergar isso torna-se surpreendente a forma como você pode reter os melhores profissionais do mercado em sua equipe.

Ao término deste texto reflita, volte a sua infância e sinta como estas duas palavras tão forte fazem sentido em sua vida, na vida da sua família ou na vida da sua empresa e equipe. E não existe qualquer teoria aqui, simplesmente reflita sobre.

Volte na sua infância e perceba o quanto você não se importava com as brincadeiras que fazia, criava/inventava. Sabe aqueles momentos que não havia ninguém para brincar com você e de repente surgia algo doido, fora do normal e você simplesmente pegava dois bonecos/bonecas e fazia duas vozes para desenvolver uma conversa. Ou inventava algum jogo onde você ganhava de você mesmo. Invenções loucas de crianças felizes que muitas vezes dava errado e em outras vezes dava certo. Infelizmente as crianças vão sendo podadas com o tempo e tudo que era criativo, legal já não existe mais. Imagina o tanto de coisas legais que você fazia quando criança e hoje toda aquela criatividade foi isolada por um fato: “Cresci, não posso mais perder tempo criando nada, por não ter tempo de errar, de fracassar”. “Agora preciso ser correto, usar a lógica, o consciente e seguir um manual de vida para que tudo dê certo”.

Perceba agora, o quanto você era legal, criativo e hoje se tornou um chato, rabugento, que reclama de tudo, que não gosta de nada que fuja os padrões colocados pela sociedade.

Você, uma pessoa que deseja o sucesso, perceba bem, VOCÊ que deseja alcançar o topo do mundo naquilo que faz de melhor tem medo do fracasso. E por que? Te falta criatividade ou te falta coragem?

O fracasso é o melhor aprendizado da vida.

Nós temos em mente, ao menos na mente consciente, que ser criativo é criar algo do nada, que não exista. Mentira! Ser criativo é conseguir unir possibilidades, pessoas, coisas que já existam e construir algo novo. Ou você acha que o fósforo surgiu do nada? O Facebook surgiu do nada? Nós conhecemos apenas a história de sucesso das coisas, mas desconhecemos o fracasso de muitas ideias. Veja o Walt Disney, por exemplo, você sabe o quanto ele fracassou até chegar ao topo? Até falência Disney declarou, isso aos 22 anos de idade. Você está pensando que fracassar é ruim? Ruim é desistir de tudo.

Onde quero chegar? Que ser criativo é também correr riscos de fracassar. Mas como disse acima, o ruim mesmo é desistir. A partir daí, por que não alimentar a sua equipe, os profissionais que atuam com você a serem mais criativos, a darem ideias de implementação de sistemas, de gestão, de organização para a melhoria da empresa? Claro, tudo com controle e com responsabilidade de gestores, mas que não bloqueie o profissional. Caso considerem aquela ideia um pouco fora do normal, dê um retorno e uma nova oportunidade de outras ideias. Um bom gestor avalia, pontua e passa um feedback ao profissional sendo bom ou ruim. Ele dá a oportunidade para teste das ideias, afinal, estão vindo de quem conhece o serviço na prática.  O bacana é não tirar do profissional o que ele pode ter de melhor. Desenvolva pessoas, desenvolva talento, desenvolva um ótimo gestor. Aquele profissional que fica isolado tende a decair em sua função, e com isso sua performance será baixa, sua produtividade será baixa e o retorno esperado pela empresa passa a ser baixo.

Então, não tenha medo de fracassar, estimule-se, estimule a sua equipe a sempre estarem resolvendo problemas e buscando soluções que a princípio parecem ser “malucas”. ´uma excelente forma para se praticar a criatividade. A criatividade sempre surge de problemas. Porém, se o problema for seu, você irá procurar resolver de forma consciente pois não quer FRACASSAR. Mas se o problema for de outro, você dará as ideias mais mirabolantes do mundo e é aÍ que surge a criatividade: a mente inconsciente passa a se destacar. Neste ponto, uma boa ideia é colocar sua equipe para solucionar problemas de outros setores. O seu setor é o de Engenharia e você tem problemas, porém, o seu problema será solucionado pelo setor de Vendas. Mas você deve estar se perguntando, “que baboseira é essa de outro setor resolver o meu problema? Isso é um risco e não temos tempo para correr riscos!”? Você está tão mergulhado ao seu problema que não consegue enxergar outros caminhos. Então vem uma pessoa de fora, com uma visão totalmente diferente da sua e encontra a melhor solução. É simples. Muitas vezes a solução está em um detalhe que você não percebeu por estar mergulhado num todo. Ou em um risco que não correu por medo de fracassar.